quinta-feira, 31 de Março de 2011

Pequeno tributo a Lhasa de Sela


Recupero no teu travo

a multidão que flui

aflita

no som da voz

tranquila

que rodeia os edifícios


como


Lhasa cantando em pequenos sopros

enquanto o dia anoitece

a luz se derrama ,a poente,

sobre os pequenos espaços

onde está inscrito o nosso nome


Soon this space will be too small

And I will go outside

segunda-feira, 21 de Março de 2011

No dia mundial da Poesia

Desejo que os poemas saiam à rua

As palavras irrompam p'las calçadas.

domingo, 20 de Março de 2011

Pequeno apontamento sobre a paisagem


Escrevo nos teus olhos a paisagem

seixos, dedos, pequenos rios

a suave neblina do teu nome

Reencontro

Nos próximos tempos vão ter que ter alguma paciência. Reencontrei-me com as palavras, ainda tacteio, hesitantemente, os sons e os ritmos adequados.

Pode vir a ser um processo complicado escrever e postar regularmente, principalmente com a qualidade que eu creio que atingi em alguns, apenas alguns, dos meus poemas.

Bem Hajam pela paciência e atenção

sábado, 11 de Setembro de 2010

Apontamento para a libertação (variação)

A Poesia, como uma ponte entre nós e o mundo

media os silêncios entre as palavras,

reconstruindo, hora a hora, passo a passo,

pequenos intervalos que nos permitem ser gente.


A Poesia, como uma ponte entre nós e o mundo,

recria uma Língua entre o rugido branco,

devolve o sentido ao mundo e às canções.


Devolve as palavras às palavras.


A Poesia,

como uma Ponte entre nós e o mundo,

Liberta-nos, irrevocavelmente, da servidão.

sexta-feira, 10 de Setembro de 2010

Mr. Cohen

Foi na tua palavra que se fez o mundo.


Pela tua canção desfilam as mulheres,

as nuvens,

a solidão.


Na tua voz desdobram-se as sombras,

o Amor fugindo entre quatro paredes.


There ain’t no cure for love.


Suzanne espera-te

no fim do mundo

junto ao rio

Com o seu corpo

Estendido no orvalho.


As laranjas germinam na China.

E os teus poemas pairam sobre a paisagem.


PS: Por esta hora, Leonard Cohen canta no Pavilhão Atlântico.

Posso não ver a sua voz, mas ouço as suas palavras.


quinta-feira, 5 de Agosto de 2010

Parecendo que não, este blog ainda está activo. Novidades para breve